Bahia, 6 de maio de 2021 às 19:52 - Escolha o idioma: pt Português

Filme de Beyoncé inspira curso na Universidade de Harvard


Publicado em: 1 de fevereiro de 2021


No Brasil, a diva pop também já foi objeto de estudo em um curso oferecido pelo Sesc Carmo, em São Paulo, em 2019

 

O trabalho de Beyoncé voltou a ser objeto de estudo na academia. A artista que já inspirou cursos na universidade de Copenhague, na Dinamarca e na Universidade da Carolina do Norte, teve seu último trabalho ‘Black is King’ transformado em um curso na Universidade de Harvard.

O projeto audiovisual lançado com exclusividade pelo Disney+, será utilizado no curso “Black is Queen: O Divino Feminino em Kush”, para enfatizar o poder feminino dentro da sociedade Kush, ao norte do Sudão.

As aulas serão ministradas pela professora Solange Ashby, que irá discutir como as sociedades africanas antigas entendiam a presença e o poder feminino, utilizando algumas músicas do filme.

No Brasil, a diva pop também já foi objeto de estudo. Em 2019, o Sesc Carmo, em São Paulo, realizou o curso “Politizando Beyoncé: raça, gênero e sexualidade”, que destrinchou a obra da artista a partir dos tópicos de clivagens raciais, de gênero e de sexualidade.