Bahia, 27 de setembro de 2021 às 13:05 - Escolha o idioma: pt Português

‘A política é uma junção de interesses coletivos’, diz Lídice ao avaliar cenário baiano


- Crédito da Foto: Priscila Melo/Bahia Notícias - Publicado em: 13 de setembro de 2021


Pessoalmente, os planos da deputada federal e presidente estadual do PSB da Bahia, Lídice da Mata, é garantir a reeleição para a Câmara. A postura, no entanto, não tira por completo o PSB de uma espécie de ‘stand by’ em relação à composição da chapa oriunda da base aliada, que deverá buscar a sucessão do governador Rui Costa.

Lídice garantiu que “se o cavalo passar selado”, a legenda não se esquivará de compor a majoritária. Vale ressaltar que, em uma eventual vitória do atual senador Jaques Wagner, a legenda liderada pela parlamentar ocupará uma cadeira no Senado. Assumiria o lugar de Wagner o atual vice-prefeito de Ilhéus e ex-deputado federal, Bebeto Galvão.

“Acho que na Bahia, neste momento, a chapa é pequena, com muita disputa. Se o cavalo passar selado, o PSB terá alguém para colocar. Se não isso, o meu plano pessoal é ser candidata a reeleição e continuar ajudando a Bahia e os baianos nessa condição”, enfatiza.

No bate-papo, ela pontua também as prováveis dificuldades do pleito de 2022, tendo por base as atuais regras eleitorais vigentes no país e como afetará a organização dos partidos.

Também avalia ainda as condições em torno do fortalecimento do impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), sobretudo após os atos de 7 de setembro, os quais aprofundaram os conflitos entre os Poderes constituídos.

“Da nossa parte, como partido de oposição, e acho que os outros partidos de oposição, esse movimento todo que aconteceu, por mais que o presidente não queira, nos fortaleceu. Primeiro que consolidou aquilo que nós dizíamos dele, homem atrapalhado, sem controle e irresponsável.

Bahia Notícias